COVID-19

21.jpg

Covid-19: avião com 2 milhões de doses da vacina da Janssen doadas pelos EUA chega ao Brasil

 

Acordo não tem relação com consórcio Covax Facility e é a maior doação de imunizante do governo americano a qualquer país até agora. Aeronave desembarcou no Aeroporto de Viracopos às 9h40.

 

O Brasil recebeu, na manhã desta sexta-feira (25), um lote com 2,05 milhões de doses da vacina da Janssen contra a Covid-19, doadas pelos Estados Unidos, sem relação com o consórcio Covax Facility. O avião, que saiu na noite de quinta (24) de Fort Lauderdale, na Flórida, pousou no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), às 9h40.

 

Inicialmente, o Ministério da Saúde havia informado que as 3 milhões de doses doadas pelos Estados Unidos chegariam ao Brasil no mesmo voo. No entanto, a pasta falou que o lote precisou ser fracionado por conta do peso. Por isso, a aeronave que desembarcou nesta sexta-feira reúne 2,05 milhões de doses e outras 942 mil estão previstas para chegar na manhã deste sábado (26), também por Viracopos.

 

A chegada das vacinas da Janssen doadas pelo governo americano teve a presença do ministro da saúde, Marcelo Queiroga, além do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, o prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos) e outras autoridades. As 3 milhões de doses serão distribuídas em todas as unidades da federação.

 

O ministro da saúde, Marcelo Queiroga, comemorou o acordo com os Estados Unidos e afirmou que pretende estender o processo de cooperação. "Nós queremos avançar ainda mais essa colaboração. Uma colaboração ampla na pesquisa é o nosso objetivo. O Brasil admira muito os Estados Unidos, as suas universidades, seu saber e sua tecnologia", disse o titular da pasta.

 

Já o embaixador Todd Chapman afirmou que a intenção do país é continuar auxiliando o Brasil e outros países do mundo no combate à pandemia da Covid-19, com o envio de cada vez mais imunizantes.

 

Fonte: G1